sexta-feira, 21 de julho de 2017

Olá irmandade maticaria! Ventre são, coração realizado! Sahwenya, Bert Hellinger e as Camomilas.








Olá irmandade maticaria! Ventre são, coração realizado!

Após adormecer entre as Camomilas, acordo com o chamado, de dançar em bênçãos, no meio da dança, começam cair muitas fichas, sabe, quando cai o fichário inteiro, e no meio de preciosos insights, do masculino e o feminino, vejo a presença de um Professor muito querido, olhando-me com seus olhos azuis de mar, guiando-me para mais além, do coração.

Em tempos recentes, em sonho, recebi um chamado para ir a Alemanha e participar de um Treinamento em Power Cósmica-Constelações Familiares.

Já sentia estar plena, com os caminhos já trilhados e formações vivenciadas com os mesmos professores, porém, no sonho, era avisada de que meu querido professor, Bert Hellinger, iria passar por um desafio, o qual colocaria ele e a morte frente a frente.
Ele, já ofertou tudo de lindo, e sim, seria livre a escolher se gostaria de partir ou ficar.
Assim, sua esposa Sophie Hellinger, no sonho, chamava todas as nações para juntos alinharmos um campo de força do amor, capaz de ofertar um caminho suave de regeneração a Bert Hellinger.

Nesse Sonho, ergui a mão e comuniquei que poderia ajudar na ancoragem do olhar fenomenológico. Aquele olhar, que nasce da essência e cuja origem é a fonte.

Passaram-se um dois meses, chegando outubro de 2016, era mês do meu aniversário, uma semana após seguimos em direção a Alemanha, sem antes, resolvi passar por um Asharan, para alinhar com a Índia, para receber uma bênçãos e levar um raio de luz, para o Campo de Constelação.

Bem, sei que soa meio maluco, tudo isso, a questão é que sou movida pelos sonhos e quando eles me dizem algo, é todo um movimento, e mesmo assim quando via, lá estava a responder.

Essa Passagem, me ensinou algo, muito precioso, que o amor sempre que nos inspira algo ele o faz para nos ofertar mais vida, nunca ao contrário.

Em nossos sonhos as revelações emergem verdades preciosas e precisamos estar atentos aos meandres da própria personalidade que ainda pedem por cura.

Hoje, recordei dessa história, após despertar no meio das bênçãos do amor, as camomilas e meus sonhos.

Pouco, a pouco, com amor me guiei a dançar, abençoando a tudo e a todos, e naturalmente emergiu um sentimento profundo de gratidão, olhei atentamente e me veio a imagem do rosto de Bert, sorrindo, pude mergulhar em seu olhar novamente, e nesse mergulho de respeito, reconhecimento e amor, me vi por frações de segundos, a sua frente, fintando seu olhar silenciosamente, um silencio tão amado ao meu ser, até que ele olha e diz: GRATIDÃO.

Estava dançando, acordada, desperta e ao mesmo tempo diante dessa consciência, fui tragada ao meu centro em sua mais profunda, profundidade e as lágrimas brotavam liberando vidas e vidas, porém lágrimas singelas, delicadas amorosas, lágrimas de amor.

Escuto, Bert me perguntar desde minha essência: Como é para você receber esse agradecimento? Primeiro passaram memorias onde seus personagens perguntavam-se, existe algo em desordem, não seriamos nós que deveríamos agradecer-lhe? Bert, então disse:
De fato não. Vejam todos esses que aqui nessa fração do tempo não tempo estão a aprender conosco, eles estão abertos a esse ensinamento.
Fui eu que estive frente a Morte.
E vocês que serviram desde o amor que tudo ama, a Vida.

Foi quando avistei um Raio de Luz e após me perguntar se devia partir, despertou em meu coração o sentimento de seguir o novo.

Então, permaneci em vida.
E muitos de vocês, fazem parte de minha família, Germânica, pois quando os Alemães guiaram seus familiares a Morte, no passado, vocês agora me respondem com a vida, o que me toca, aqui? Agradecer.

Enquanto Bert, falava desde meu coração, com o coração de todas as memorias que passavam por mim, através do meu olhar, segui a enviar as bênçãos, e revelavam-se mais e mais, consciências. Então emergiu uma pergunta?
Como me coloco diante de um agradecimento que brota de um coração puro?
E naturalmente emergiu, durante a dança, a resposta:
Quando o homem envia um agradecimento de coração puro ao coração de uma mulher, olhar frente a olhar, ele ao agradecer a abençoa, e junto as suas bênçãos seguem todos os potenciais, recursos, medicinas, dons, saberes que vem de todos aqueles que caminham através daquele olhar.
A Mulher que olha esse homem, e com seu coração aberto receptivo, recebe e toma por inteiro, junto ao agradecimento chegam presentes e mais presentes, naturalmente sente-se , um pouco mais grata, disponível a expressar sua gratidão, um tanto mais.
Assim, ao fazê-lo, junto com seu reconhecimento envia junto com tanto mais de gratidão, balsamos, de regeneração os quais caminham através do coração, daquele que primeiro, agradeceu.
Nasce do coração mutuamente uma compaixão profunda, ambos nem podem imaginar o que se passou em suas histórias, nem entre seus familiares, antepassados, em vidas passadas ou futuras, nem tão menos, podem ter dimensão das impressões que ficaram em seus corpos, e a forma com que cada célula ecoam suas experiências, no entanto, isso amplia o olhar de empatia, e guia a ambos adiante, olhando além, um do outro, através do olhar um do outro.
Assim, surge a dança entre aquele que preserva a força da vida, quando adormecido está no interior da mulher e aquela que guarda a vida em zelo, a mulher, que está adormecida dentro do homem, torna a vida mais longeva.

Ambos contem a sabedoria do caminho em beleza e concordam profundamente, como o que cada um é, e o que guarda consigo de seu caminhar.
Isso, Liberta! Ambos, sentem-se livres para ser e em respeito ao outro, reconhecem a dignidade do outro Ser.


Cada Medicina é um raio de luz do sol da existência.Cada Ser é o reflexo da Fonte.Todos nós, em essência, somos jóias da Existência.
Qual o raio de luz que ilumina o caminho desde onde estou a olhar, ao encontro de meu olhar desde minha essência ?
Ao olhar desde sua essência, você busca informar-se quais os caminhos iluminam e de que forma ajudará seu olhar a voltar-se a seu Ser Amor.
Então você, recebe  naturalmente, a essência....a Medicina....a bênção.


Gratidão ao meu coração, e ao coração de todas as memórias que dançam diariamente, através da energia que flui, agora, ainda mais em liberdade.Gratidão a todos os professores, sábios que dedicaram o melhor de si mesmos, para tornar o caminho mais amoroso.
 Bert e o Tao, gratidão por suscitar em sua sabedoria, ampliar um tanto a mais o meu olhar, e assim sigo adiante, em direção do novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário